Quais os Melhores Escritórios de Advocacia do Brasil?

Law-Offices-in-Brazil

Clarissa Mattos

A importância de ser bem conceituado no mercado de advocacia

Principalmente no Brasil, há um crescimento elevado do interesse em serviços de advocacia. Na última década, os escritórios praticamente triplicaram, chegando a 574 no ano de 2015.

Após o período de pré-crise econômica, em 2007, houve uma diminuição progressiva desses estabelecimentos. Porém, o mercado se recuperou rapidamente. Por isso, o período atual é considerado vantajoso para a área.

O crescimento do número de rankings e premiações relacionadas ao ramo da advocacia também está diretamente ligado ao maior número de profissionais. Em 2015, por exemplo, foram computados mais de 900 mil advogados atuantes apenas em nosso país. Desses, cerca de 1180 profissionais são de destaque, ou seja, são especialistas em alguma área da advocacia.

Muitos escritórios e advogados têm se preocupado e investido em divulgação, para que apareçam nos rankings nacionais e ganhem visibilidade, atraindo possíveis clientes. As empresas são o principal alvo, pois valorizam a reputação da banca de advogados no momento de contrato.

Os números comprovam esse ponto: 90% dos executivos que atuam no ramo consideram essa questão da reputação algo muito importante. O histórico de experiências em diferentes frentes de atuação é o segundo quesito que mais pesa na hora da contratação.

Há uma grande quantidade de companhias e publicações responsáveis por classificar os escritórios. Uma das mais conhecidas é a Análise Advocacia, produzida pela Análise Editorial, que faz um estudo detalhado e exclusivo sobre as melhores performances de profissionais do direito.

Além de ser um atrativo para consumidores, caso você seja associado a um escritório, esse relatório auxilia no entendimento da gestão relacionada à advocacia. Por meio da comparação entre diferentes bancas do Brasil, podemos traçar um perfil geral do ramo, oferecendo coordenadas para a administração desses serviços.

A pesquisa é dividida nas doze áreas que integram o direito, sendo elas ambiental, cível, consumidor, contratos comerciais, exportação e importação, infraestrutura e regulatório, operações financeiras, penal, propriedade intelectual, societário, trabalhista e tributário. A última edição do relatório é de 2016.

Os melhores escritórios e profissionais do país

Esse ano, o principal escritório de advocacia citado no ranking é o Advocacia Lopes Muniz (advogados associados). Essa associação é especializada em comércio e gestão empresarial, contando com diversos profissionais com experiências de trabalho em empresas nacionais e multinacionais.

Fundado em 1975, o escritório se encontra em São Paulo e possui um método de atuação inovador, com resolução de casos em equipes lideradas por sócios. Esses líderes debatem casos e chegam a um consenso para fornecer a melhor saída ao cliente.

Em segundo lugar, temos o escritório Abi-Ackel Advogados Associados. Tradicional na prestação de serviços há mais de cinquenta anos, essa companhia tem sede em Minas Gerais, mas fornece serviços para os principais estados brasileiros. Além disso, os advogados associados atuam em uma ampla gama de áreas do direito, oferecendo resoluções diversificadas.

Em terceira posição, temos o Abrão Helou e Braga Nascimento Advogados Associados, que atua desde 1988 com práticas advocatícias. Sua sede fica em Goiânia, com enfoque principal em resolução de casos ligados ao comércio, à área financeira e às atividades de prestação de serviços.

Já em quarta posição, temos o escritório Abrão Scherkerkevitz Advogados Associados, localizado em São Paulo. O tradicional escritório não possui uma área de especialização, entendendo diferentes casos e promovendo saídas convenientes. Para isso, a equipe de advogados conta com profissionais atuantes nas doze áreas do direito.

Dentro dos escritórios, há alguns advogados de destaque, que são classificados pelo ranking de advogados mais admirados, também de autoria da Análise Editorial. O profissional melhor classificado é Abel Amaro, associado do escritório Veirano Advogados, e coordena a área de direito tributário. Além disso, integrou o Conselho Consultivo da companhia.

Em segundo lugar, está Abelardo Pinto de Lemos Neto, advogado do escritório Lemos Associados, e atuante na área desde 1995. Sua especialização é em comércio e questões relacionadas à cobrança de taxas e dívidas.

Por fim, o terceiro advogado de melhor classificação é Abrão Jorge Miguel Neto, sócio fundador da companhia Aj.Law Advogados. Além disso, o profissional integra a Comissão Especial de Direito Bancário da OAB/SP até o ano de 2018.

Os maiores escritórios de origem brasileira

Outro ranking, produzido por um escritório de advocacia, o Azevedo Sette Advogados, classificou os maiores escritórios do Brasil. Para isso, foram considerados o número de advogados, o número de sócios e o número de não sócios presentes nas empresas.

            Em primeiro lugar, temos o Tozzini, Freire, Teixeira e Silva Advogados, um escritório que atende todas as áreas e possui excelência no ramo desde 1976. A companhia conta com representantes de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

            Em segundo lugar, está o Demarest e Almeida, um dos mais conceituados escritórios do país. Atuante em advocacia desde 1948, possui unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Nova York.